domingo, 31 de agosto de 2014

Um Domingo Chuvoso...

E assim segue o dia...

sábado, 30 de agosto de 2014

Adultos Mimados

Oi amigo. Tudo bem aí contigo?
Aqui comigo tudo anda na mesma. Trabalhando muito. Chegando em casa cansado do trabalho e, mesmo assim, ainda trabalho mais um pouquinho escrevendo meu livro. História boba, construida em volta de personagens que eu estou me esforçando para deixar densos e complexos.

Isso faz com que eu tenha menos tempo ainda para escrever para você, aqui no blog.

Mas de vez em quando uma ideia ou outra é tão boa, mas tão boa, que eu acabo tendo que escrever pra ti.

Puxe um banco, pegue uma bebida e me acompanhe.

Ultimamente eu ando muito chateado com a forma como todos parecem estar individualistas. Mesquinhos. Sem empatia, sem senso do coletivo, sem se importar com qualquer coisa que não os toque diretamente.
As três gerações de adultos que estão vivendo simultaneamente na nossa época agem como se fossem "crianças compridas". Se o problema não os atinge, não é com eles.

Você bem me conhece, né amigo? Enquanto eu não chego no princípio do problema, eu não descanso. A solução SEMPRE é prevenir, NUNCA é remediar.

Sondei o problema por bastante tempo. Fiquei imaginando "o que raios me faria agir como uma criança?", até que cheguei no tema deste texto.

Não muito tempo atrás a iluminação da ciência nos trouxe tecnologias que facilitaram nossas vidas. Hoje em dia parece bobagem citar exemplos de como a modernidade nos dá tempo. 
Mas algum tempo atrás alguém na sua casa deveria passar uma boa parte do dia apenas pegando água em algum rio, lago, fonte ou poço. Sistema de água encanada facilitou muito as nossas vidas.
Essa água que era buscada iria servir para lavar roupa. E como não haviam máquinas de lavar, deixar as roupas limpas e cheirosas era um processo árduo, penoso. Algo que alguém da sua casa passaria mais um bom tempo do dia fazendo.
Não existia lanchonete de fastfood, sequer alimentos pré-prontos nos mercados. Comer alguma coisa exigia um considerável tempo de alguém da sua casa, só para fazer o alimento.

Assim, amigo, a vida era difícil. Um casal destes tempos pré-modernos que quisesse criar alguns filhos tinha MUITO MAIS dificuldades do que os casais contemporâneos. Era COMUM contar com os filhos para realizar tarefas domésticas. Filhos que acabavam tendo que trabalhar em tarefas pesadas desde os 8 ou 10 anos de idade.
Bem, um adulto SABE porque deve manter a casa limpa, as coisas em ordem. Uma criança só o faz porque é obrigada.
Duvida? Você se lembra do seu quarto, quando era adolescente? Vai. Mente pra mim que você mantinha seu quarto 100% do tempo LIMPO E ARRUMADO.

Quando os pais tratam seus filhos como pessoas capazes desde cedo, é comum que a mente imatura de crianças e adolescentes se rebelem. É comum que essas crianças "mal vejam a hora de terem sua própria casa", porque, então, "tudo será diferente".
Sim, há crianças e adolescentes que simplesmente fogem de casa...

Fico me perguntando QUANTOS casamentos não aconteceram só porque a menina não aguentava mais viver com seus pais.

Geração pós geração crianças falaram para seus pais: "eu serei muito melhor para os meus filhos do que vocês foram para mim!"

E ESSA frase é a origem de todo o mal que aflige nossa sociedade. Porque, combinada com a tecnologia e processos modernos, ela pôde se concretizar.

Hoje, os trabalhos são mais fáceis, mais intelectuais. Hoje os produtos são feitos com materiais melhores, são mais baratos. Hoje as pessoas conseguem precioso tempo através da infraestrutura das cidades aonde moram. Mais precioso tempo com acesso fácil à informação e comunicação praticamente instantânea. Mais tempo com eletrodomésticos como máquinas de lavar roupas, geladeiras, entre outros, cujo preço é mais acessível do que nunca.

Hoje as pessoas têm tempo e dinheiro para não precisarem dos serviços dos seus filhos.

Hoje, as pessoas podem "ser pais muito melhores para seus filhos, do que os seus pais foram para eles próprios".

O resultado? Crianças cuja única responsabilidade é "crescer" e "ir para a escola". Sendo que essa segunda responsabilidade anda sendo severamente negligência pelos pais e alguns Estados não têm contribuído em nada para ofertar bons currículos, boas instalações, bons professores e bom material didático para os alunos...

As crianças são mimadas com eletrônicos à vontade. Roupas de marca, status, grifes e toda sorte de produtos para cuidarem do visual como se adultos independentes fossem. Não precisam trabalhar para sustentarem uma vida perfeitamente confortável. E ainda há pais que sustentem festas, shows e até mesmo vícios dos seus filhos.

Complicado.

Chegam aos 18 anos em um estágio de mordomia tal... Com tanto "amor" sendo oferecido por seus pais, que eles não têm NENHUM motivo para sair de casa.

Aí eu volto para a minha situação. Eu me esforço para ser um adulto impecável, um profissional sério e bem sucedido e um cidadão exemplar justamente porque, se eu falhar na minha missão, meu destino acabará sendo... voltar para a casa da minha família.
Ter um quarto emprestado, o qual eu terei que manter de acordo com as vontades, preferências e senso de estética da minha família. Terei que me submeter aos horários, à dieta e ao convívio com a cultura deles. Serei obrigado a usar meu tempo com problemas e preocupações deles.
Mas, se minha família fosse como uma dessas que mimam ao extremo seus filhos, acredito que ainda estaria lá, morando com eles. Imagine: pra que eu precisaria sair da casa deles se eu tivesse tudo o que tenho hoje? Melhor: sem ter que pagar aluguel, contas básicas e outras coisas que minha família me daria? E melhor ainda: podendo viver de acordo com as minhas próprias regras!

Quando estas crianças mimadas se transformam em adultos, acham que o mundo inteiro deve o mesmo tratamento que seus pais lhes davam. E "ai" do patrão que exigir muito do funcionário-mimado, do funcionário que não fizer tudo o que o patrão-mimado quer ou de qualquer autoridade que tentar colocar o cidadão-mimado na linha!
Chegamos exatamente aonde nossa sociedade se encontra: um bando de infelizes mimados que querem todas as regalias do mundo para si próprios, mas não aceitam o ônus de NENHUM dever.

E é tão fácil ver quem são esses mimados...
1 - Comece vendo quem tem mais de 21 anos e ainda está morando na casa dos seus pais;
1.1 - Passou dos 30 e já é caso para psiquiatra.
1.2 - Disse que "não saio mesmo porque na casa dos meus pais é melhor", é mimado e mau-caráter MESMO.
2 - Veja se a pessoa usa a frase "não sou obrigado(a)" para QUALQUER circunstância.
3 - Veja se os motivos da pessoa SEMPRE convergem para sua preferência, bem-estar ou ganhos pessoais.
4 - Veja o quanto do salário do mimado vai para auxiliar as despesas da casa. Normalmente é algo entre "nada" e "irrelevante", ou só paga uma conta de algo que usa sozinho, como internet.

Pode partir o coração ver uma família que não dá tudo o que a criança quer. Mas é muito mais prejudicial a família que não consegue transformar suas crianças em adultos plenos e produtivos...

Porque adultos plenos não ficam chorando por qualquer coisinha. Adultos plenos trabalham, fazem planos e projeções. Adultos plenos utilizam desses planos para conquistarem as coisas que querem em suas vidas. Adultos plenos contribuem para o avanço da sociedade, para melhorar a vida de todos.

Adultos plenos criam adultos plenos. Crianças mimadas criam... crianças mimadas.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Porque Gente Legal Sempre Mora Longe?

Olá Amigo! Quanto tempo, ein? Tudo bem por aí?
Por aqui não anda nada muito bem, não. Obrigado por se importar.

Sabe, estou te escrevendo porque veio mais uma daquelas ideias malucas na minha cabeça. Dessa vez uma menos polêmica, daquelas que eu posso publicar sem ficar morrendo de medo de algum troll chegar aqui defecando pelos dedos, xingando e amaldiçoando até a minha terceira geração.

Você já sabe a minha opinião sobre a vida virtual, né?
O pessoal gosta de dizer que a vida virtual está distanciando as pessoas. Que prejudica o contato humano. Nossa, como eu discordo disso! E eu concordo, também.

Se "diz-me com quem andas, que eu te direi quem és", então "antes só, do que mal acompanhado", não é?

Eu concordo que a internet separa as pessoas. Mas essa separação se dá porque as pessoas encontram outras pessoas mais iguais, na internet. E é por isso que "as pessoas legais estão longe".

Deixe-me explicar melhor.

Voltemos uns vinte anos no passado. A internet era um brinquedo caro e difícil de brincar. A pessoa tinha que ser MUITO entendida de tecnologia para poder fazer alguma coisa legal nos antigos canais de mIRC, por exemplo.

Nesse tempo, você tinha apenas seus grupos sociais para interagir.
E cada pessoa consegue manter uns cinco, talvez até uns dez... quem sabe uns quinze, no máximo, grupos sociais.
Sua família. Um ou dois grupos de vizinhos. Os amigos do colégio/curso/faculdade... Os colegas de trabalho. Os amigos da pelada de quarta ou as amigas do salão de cabeleireiro. Amigos da igreja, do clube social ou de qualquer outro grupo. Os amigos da praia, das férias de verão. Talvez os amigos de mais um ou dois lugares diferentes.

(Um CONSELHO: se você ainda vive essa fase de ter diversas turmas, JAMAIS misture-as. Sério. Vá por mim.)

Os grupos sociais "ao vivo" têm uma "estrutura". Cada indivíduo é enquadrado em uma "função" dentro de uma "hierarquia informal". Claro que essa "hierarquia informal" varia demais de grupo para grupo.
Existem grupos com um "líder", um "chato", o "inteligente", o "brigão", um "piadista", os "seguidores", os "apoiadores", os "do contra", os "bonitinhos", etc, etc, etc...
Grupos em que existem duas ou mais figuras para cada item.
Grupos em que uma mesma pessoa acumula dois ou mais funções.
Grupos em que algumas funções não são exercidas por ninguém.
Bem, acho que eu já consegui passar bem a ideia dessa "estruturação da turma", né?

O grande problema dos grupos "ao vivo" é que eles dependem de interação instantânea. E isso beneficia as pessoas extrovertidas. Aqueles que possuem pensamento rápido e não têm medo de falar o que passa na cabeça. Essas pessoas geralmente são alçadas aos melhores "cargos" na turma, mesmo sem ter o talento necessário para exercer essas funções.
Então, no outro extremo, estão os introvertidos. As pessoas que demoram um pouquinho mais para reagir às interações sociais, ou que simplesmente não possuem confiança suficiente para externalizar seus pensamentos, por melhor que sejam. Os introvertidos, apesar de terem todas as qualidades necessárias para atuarem em algum dos "cargos" da "hierarquia informal" da turma, acabam ficando escanteados. Participando da turma nos papéis coadjuvantes.

Nunca esqueça que a interação social é um vício. O "efeito de manada" existe e nada mais é do que a manifestação do vício nas substâncias químicas que o corpo secreta, de acordo com grau de dependência que a interação social atua em cada ser.

Assim, muitas vezes nós nos sentimos "presos" a uma turma. Nos sentimos "deslocados". Gostamos das pessoas e gostamos do contato. Mas, depois que a interação social acaba, nos vemos sozinhos nos perguntando "porque ainda ando com essas pessoas?"
Isso acontece por dois motivos:
1 - Não deveríamos andar com essa turma;
2 - Não conseguimos nos "encaixar" na posição em que realmente deveríamos estar, nessa turma.

A internet é uma ferramenta DELICIOSA para nos ajudar a sair de turmas nocivas. A internet nos separa. Sim. Justamente desse povo com quem só andamos porque não tínhamos OPÇÃO!

A interação na internet é bem diferente. Aqui, nós não precisamos de timming e feeling. Basta ter o mínimo de domínio da língua para saber se expressar corretamente e entender os demais corretamente. Bem, com o mínimo de boa vontade e coração aberto, tu não precisa nem desse domínio técnico para compreender os outros.

Aqui na internet todos somos indivíduos. "Bolinhas" soltas no vácuo. Cada bolinha consegue mostrar exatamente o que é. Senão em um primeiro momento, com o passar do tempo todos se revelam. E as "bolinhas" iguais acabam... se juntando!

Na internet todos temos tempo para PENSAR antes de INTERAGIR. Assim, nossas ideias acabam entrando em contato diretamente com as ideias das outras pessoas. Os grupos reais são desfeitos e passamos a interagir com grupos virtuais de pessoas que defendem os mesmos pensamentos que nós.

Às vezes encontramos pessoas com os mesmos pensamentos (ou seja, "legais") perto de nós. Mas a tendência é que encontremos pessoas espalhadas pelo mundo inteiro, mesmo. 
Nesse universo de mais de sete bilhões de pessoas deve haver algumas dezenas que pensem exatamente como você pensa. Que se enquadrariam na turma exatamente no mesmo lugar ideal que você se enquadraria. Pessoas que terminam as frases que você começa. Ecos que dão força para cada pensamento seu.

Pessoas legais moram longe porque a internet "embaralha as turmas". Você encontra as pessoas parecidas contigo que estão por toda parte.

A internet te aproxima das pessoas com quem você deveria estar, desde o início.

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Dica de Tumblr: Não conte para a mamãe!

Quando eu começo a seguir um novo blogueiro, eu geralmente posto algum texto dele, aqui. Geralmente o que eu mais gostei.
Nessa semana eu conheci e passei a consumir TUDO o que o @Neto tem escrito. Em especial o Tumblr dele: http://naocontepramamae.tumblr.com/

Visitem o Tumblr dele. Coloquem o Tumblr dele na barra de favoritos (assim como eu fiz). Vale muito a pena.
Esse é o texto que eu mais gostei do Neto, até o momento.

----------------------------------------------------------------------------

O CÓDIGO DO BANHEIRO MASCULINO.
Estou lavando as mãos no banheiro do Shopping. 
Sábado de feriado é dia de movimento.Pelo espelho, vejo os mictórios, aquela coisa medieval onde os homens se aliviam de suas necessidades líquidas sem nenhuma privacidade.São cinco mictórios. Três deles estão ocupados, um sim, um não, um sim, um não, um sim, da esquerda para a direita, como todo homem sabe que deve ser.
Requer conhecimento profundo de um código tácito, todo especial, que homens aprendem desde criança.
Por exemplo, banheiro masculino não é lugar onde os homens vão juntos conversar.
Num jantar com três casais, sempre tem um momento em que duas ou mesmo as três mulheres vão juntas ao banheiro.
Mas nunca chegará o momento em que os maridos se levantam e fazem o mesmo.
Ao banheiro, homem vai sozinho.
Se algum amigo levanta da mesa de bar e anuncia que vai ao banheiro, deve haver um pequeno intervalo antes que o próximo faça o mesmo anúncio.
Alias, é de bom tom, numa noitada, que a ordem de idas se alterne randomicamente, evitando o risco de seguir sempre o mesmo companheiro.
Banheiro masculino tem uma finalidade específica. 
Duas na verdade.
Eventualmente, aceita-se uma terceira. Lavar as mãos.
Mas é um lugar que se vai com um objetivo, não para conversar.
E do qual se sai o quanto antes.
O código do banheiro masculino, é complexo.
Se acontecer de um homem encontrar um conhecido lá dentro, não se dá a mão.
Não é aceito contato físico no banheiro masculino, todo mundo sabe disso.
Se esse encontro for no mictório, pior ainda. 
Um homem de verdade, bem formado e educado, sabe que não se puxa muita conversa nessa situação.
E em hipótese nenhuma se olha para o lado.
No mictório, o pescoço só pode mover-se longitudinalmente.
Os olhos devem estar focados na parede, como se estivesse contando azulejos.
- Certo. Mulherada tá foda hoje, né?
- Ô! - olha para baixo e mira o ralo.
Pouca coisa oferece mais prazer para o homem moderno do que dissolver gelo de mictório.
Mas o mais importante do código a se aprender, é o valor geográfico de cada mictório de acordo com sua posição na parede.
Homens sabem isso instintivamente.
A ideia é: o valor do mictório é inversamente proporcional a quantidade de vizinhos possíveis. 
Ou seja, as duas pontas são as posições nobres, mais desejadas e por isso, quase sempre ocupadas.
Em seguida, o próximo a entrar, deve encontrar um mictório vago de preferência sem vizinhos em uso.
E assim por diante.
Assim, num conjunto de 5 mictórios, apenas 3 estarão em uso, no máximo, a qualquer momento. 
Os dois da ponta e o do meio.
Sempre que for possível - e se a urgência estiver controlada - deve-se evitar espremer-se entre dois mictórios em uso.
Dois amigos entram, falantes.
- E ela?
- Disse que… - interrompe, ao visualizar o problema.
Existem dois mictórios vagos, 2 e 4. 
Mas ambos com vizinhos ocupados.
De repente, a posição 5 fica disponível.
O mais rápido dos amigos a ocupa.
E então acontece.
O sujeito assume a posição, e enquanto abre a braguilha, vira-se para o outro que já havia se refugiado no celular, esperando a próxima posição liberar, e faz um gesto com a cabeça, apontando a posição livre ao seu o lado.
Não satisfeito, dispara:
Ele e eu entendemos tudo.
Sabemos que o código foi rompido.
Não lhe resta opção.

Neste ponto preciso abrir um parênteses para mulheres e meninas.
Banheiro masculino, público, não é lugar simples para trafegar. 
- Ô rapaz, e aí? Tudo certo? - olhos fixos no azulejo.
Gelo no mictório foi um passo gigantesco para a humanidade.
Então estou lá, olhando para o espelho, cinco mictórios, posições 1, 3 e 5 todas ocupadas.
- Aí eu mandei um whatsapp para a amiga dela.
Posso ver pelos espelho os olhos de ambos, calculando as possibilidades.
- Vem aí!
Meus olhos, pelo espelho, cruzam com os do amigo constrangido.
- Não vou mijar não. Vim só lavar as mãos.
Taí. Ainda existem homens íntegros.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Aquecedor de mãos USB!

Presente perfeito para esse inverno.

Modelo de torrada feliz é legal... mas será que tem em outros modelos?


terça-feira, 5 de agosto de 2014

NFL 2014/2015: Salários por Produtividade!

Olha só que legal: esses seriam os ganhos dos quarters backs caso eles ganhassem por produtividade.

(Estou postando do celular - que chique! -, então amanhã eu edito o post e coloco as fontes.)
(EDITADO: Conforme disse, aqui vai a fonte: http://nextimpulsesports.com/ , mas eu achei no Testosterona.)


sábado, 2 de agosto de 2014

Símbolos Importantes

Esses símbolos significam "justiça" muito mais do que as armas de qualquer polícia, para mim.

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Os Guardiões da Galáxia!

Os Guardiões da Galáxia

Esse ano houve várias estreias impressionantes. Capitão América 2 e Her já estavam consolidados na lista dos melhores filmes do ano. Semana passada, Planeta dosMacacos 2 mostrou-se um filme excelente. Não o bastante, em dezembro ainda teremos a conclusão da trilogia de O Hobbit.
Em um ano como esse, eu já vou taxar: Guardiões da Galáxia é o melhor filme do ano. É o melhor filme de super-heróis de todos os tempos. E ainda vou dizer que vai demorar muito tempo para que saia um filme que supere Os Guardiões da Galáxia.

É um dos filmes obrigatórios. Não assistiu ainda? Pare de ler AGORA E VÁ AO CINEMA.


Bem. Não sei se vocês sabem, mas eu sou escritor. Não só de blogs, não só de textos de opinião. Eu escrevo histórias de fantasia, também. Toda história é um roteiro. E os roteiros têm diversas partes, que podem ou não serem usadas durante a história. Mas, mesmo sem serem obrigatórias, algumas partes de um roteiro são tão importantes que é quase impossível escrever uma história coerente e interessante sem utilizá-las. A APRESENTAÇÃO DOS PERSONAGENS é uma destas partes que é quase obrigatória para podermos escrever algo coerente.
A apresentação dos personagens é sempre um problema em todo roteiro. O público precisa saber algumas características dos personagens, para poder entender as suas decisões durante a trama. Embora alguns roteiros consigam apresentar os personagens através das suas decisões, essa é uma estratégia difícil de implementar.

E os filmes de super-heróis têm um especial problema com a apresentação dos personagens.
Primeiro porque o super-herói é o centro da história. Sempre.
Segundo que todo super-herói tem um fundo de moral e bons exemplos para passar. O bem lutando contra o mal. Fazer a coisa certa sempre. E tu tens que conhecer o personagem para entender os seus dramas pessoais na hora de resolver os problemas e salvar o mundo.
E, por fim, nenhum super-herói nasce nos cinemas. Alguns têm quase uma centena de anos de personalidade formada nos gibis. E algumas empresas ainda fazem "reboots" em seus universos de super-heróis, atualizando suas personalidades à cultura presente.

Assim, todo filme de super-herói acaba perdendo tempo demais apresentando os personagens. Se em um filme de um único personagem já se perde muito tempo, imagine em um filme de um grupo de super-heróis! Complicadíssimo!
A DC possui o grupo de super-heróis mais famoso de todos: A Liga da Justiça. Mas, apesar dos ingredientes do sucesso, a DC não consegue juntar todos em uma receita de sucesso.
A MARVEL, ao ser vendida para a Disney (que tem todo aporte da Pixar), teve todo a infraestrutura para criar um filme para cada super-herói. Esses filmes introduziram os personagens. E convergiram para o filme do grupo Os Vingadores. Perfeito. Mas toma tempo demais.

Os Guardiões da Galáxia é um filme de um grupo de super-heróis. Um único filme de duas horas e um minuto de duração. Não houve tempo para introduzir cada um dos personagens.

O filme começa mostrando a abdução de Peter Quill, o "Star Lord"!
A mãe de Peter está morrendo. Acamada no hospital, ela pede para ver Peter. A mãe de Peter lhe dá um bilhete, um presente e pede a seu filho que segure sua mão. Mas Peter se recusa... E em uma cena dramática, a mãe de Peter morre. Peter sai correndo do hospital e é abduzido por uma nava alienígena.

O filme corta para o tempo atual. Planeta inabitado. Nave pousa. Um homem sai da nave. Músicas clássicas dos anos oitenta estouram no sistema de som. Usando aparelhos ultrassofisticados esse mascarado descobre e recupera um orbe. Um grupo assalta esse homem, tentando roubar o orbe. O homem vence os assaltantes. A fuga até a nave e a fuga da nave são cenas de ação fantásticas.

Esse é Peter, já adulto, que trabalha em uma espécie de guilda de ladrões.

A notícia da recuperação do orbe roda a galáxia. Ronan, o ditador Kree que havia enviado os assaltantes, fica sabendo. Ele ordena que Nebulosa - uma das "filhas" de Thanos - vá recuperar o orbe. Mas Gamora - a outra "filha" de Thanos - intervém. Lembra que Nebulosa já falhou uma vez e pede para fazer a missão.

Peter deveria levar o orbe para Yondu - o líder de sua guilda. Mas não. Peter leva o orbe diretamente para um receptor, no centro da cidade capital de Xandar - o planeta capital da galáxia.
Gamora encontra Peter e começa a luta de super-heróis. No meio da cidade. Durante essa luta, Rocket Raccon e Groot estão procurando por pessoas que tenham recompensas por sua captura. E descobrem Peter. A luta dos dois super-heróis vira luta entre quatro super-heróis. No meio de uma cidade gigantesca e superpopulada. Sim. Os quatro são presos.


Importante 1: Muitas, muitas e muitas piadas excelentes sendo feitas o tempo inteiro. Rocket Raccon é sarcástico até o último átomo de seu corpo.
Importante 2: I am Groot!

Os quatro "heróis" são levados para uma prisão no espaço. Uma prisão interessante: os guardas estão lá só para impedir os prisioneiros de saírem. Não há organização dentro do lugar das celas. Homens e mulheres cumprindo penas juntos.


Gamora é jurada de morte por ter destruído cidades e por ter matado familiares e amigos de muitos prisioneiros. Na primeira noite alguns prisioneiros tentam assassinar Gamora. Drax aparece aqui, reclamando o direito de matar Gamora, porque Ronan matou a sua mulher e filha. Peter intervém e consegue convencer Drax a não matar Gamora. A lógica era simples: mantendo Gamora viva, o próprio Ronan apareceria e Drax teria a chance de matá-lo.

Gamora pergunta porque Peter a salvou. Peter diz que sabe que Gamora queria o orbe para vender para um outro receptor. O valor? Quatro bilhões. Rocket e Groot também se interessam pelo dinheiro. Drax? Drax só quer saber da sua vingança para com Ronan.

Rocket Raccon cria um plano bem engenhoso para fugir da prisão. Ação, ação e mais ação, salpicados com muitos efeitos especiais excelentes. Tipo de sequência de filme que sozinha já vale o ingresso.

Os cinco vão atrás de seus pertences. Peter não encontra o seu walkman. Enquanto os outros quatro vão para a nava de Peter, Peter vai atrás do seu walkman. Peter recupera o seu walkman e sai da prisão espacial ao som de músicas dos anos oitenta...

"É um idiota!" - HAHAHAHAHAHAHAHA!

Os Guardiões da Galáxia vão até o... Colecionador! Vocês lembram dele do final do filme Thor 2.
O Colecionador abre o orbe e revela que aquela esfera guardava uma das joias do infinito. No universo MARVEL, essas joias são resquícios do poder primordial. Somente seres muito fortes conseguem empunhá-las sem morrer. E isso faz com que esses seres tenham poderes extraordinários. Tipo destruir toda a vida de um planeta com um simples golpe no chão.
Durante essa explicação até o tesseract aparece ali!


Ronan queria o orbe para entregá-lo ao seu mestre... Thanos! Thanos destruiria Xandar para Ronan, como pagamento.

Enquanto o colecionador se preparava para pagar os Guardões da Galáxia, uma de suas escravas tenta pegar a pedra. Ela explode, destruindo todo o prédio. Gamora e Peter recolocam a pedra dentro do orbe e fogem.
Agora os Guardiões não têm mais motivação para ficarem juntos. O dinheiro pelo orbe não será mais pago. E Ronan não foi atrás de Gamora, para que Drax possa se vingar.

Parece que a trama acabaria ali.

Mas Drax, podre de bêbado, acha uma boa ideia chamar Ronan até onde estavam. Drax enfrenta Ronan, enquanto a Nebulosa recupera o orbe. Drax é derrotado por Ronan, que o joga em um líquido amarelo. Nebulosa destrói a nave de Gamora e a joga no vácuo do espaço.
Groot encontra e salva Drax.
Peter se joga no vácuo do espaço para salvar Gamora, e é resgatado Yondu.

Em vez de entregar a orbe a Thanos, Ronan decide usá-la. Ronan dirige-se diretamente para Xandar.

Claro que Yondu está PUTO DA VIDA por ter sido traído por Peter. Mas em uma sequencia de negociações digna de Jack Sparrow, Peter convence Yondu de que tem um ótimo plano para recuperar o orbe.
Os cinco Guardiões da Galáxia são reunidos na nave de Peter. Cena bonitinha dos cinco se desculpando pelos erros cometidos. Minipalestra motivacional do Peter. Um a um os cinco se juntam à causa quase suicida.




O "plano"? Improvisado, claro. Os ladrões e os Guardiões da Galáxia atacariam a nave de Ronan. Peter ainda envia uma mensagem para um policial de Xandar. Na mensagem, Peter explica o seu plano e pede que a polícia de Xandar auxilie a atacar a nave de Ronan.
No plano, Rocket Raccon ficaria encarregado de abrir um buraco na nave de Ronan, enquanto os ladrões e a polícia de Xandar distraem as forças de Ronan. Gamora estaria encarregada de entrar na nave para desativar os sistemas de segurança. Peter, Groot e Drax deveriam dar conta dos soldados e encontrar Ronan.

A cena da batalha de espaçonaves deve ser o máximo em 3D.

Tudo acontece conforme o plano, até que eles encontram Ronan. E como tirar a pedra de um ser que já era poderoso sem ela?

Os quatro tomam uma surra monumental. Ronan está marchando para Xandar. Quando Rocket lança sua nave diretamente na ponte de comando, atingindo Ronan e seus quatro amigos.

A nave de Ronan está caindo. Groot faz um casulo para proteger seus amigos da queda.

A nave cai. Groot "morre". Os outros quatro saem dos escombros... E Ronan também. Todos em Xandar estão a um golpe de Ronan da morte...
Rocket começa a mexer em uma pilha de sucata.
Peter começa a cantar e a dançar! Ronan fica sem entender o que está acontecendo.

"O que você está fazendo?" - Pergunta Ronan!
"Distraindo você!" - Responde Peter!

Rocket improvisou uma arma. Um tiro e a pedra do infinito é separada do martelo de Ronan. Câmera lenta, Peter se joga em direção à pedra e a pega antes de Ronan.
A pedra começa a matar Peter, que resiste. Quando ele está quase morrendo, Gamora pega em sua mão e divide o poder da pedra. Drax segura o ombro de Peter, ajudando a conter o poder da pedra. Até Rocket Pega na mão de Drax. Os quatro conseguem suportar o poder da pedra.

Uma rajada. Ronan está morto.

A jóia é posta em um orbe, novamente. Yondu exige o orbe, conforme combinado. E peter entrega para Yondu...

Honras aos heróis. Peter revela que trocou os orbes e entrega o orbe com a pedra para que o governo de Xandar o mantenham a salvo.

O fim do filme explica que Peter só conseguiu segurar tanto tempo a pedra porque ele é só metade humano; o pai dele deve ser algum ser poderoso.

Os cinco heróis estão na nave de Peter.
"E agora? Vamos fazer algo bom, algo ruim ou algo bom e ruim?" - pergunta Peter.
"We follow your lead!" - Responde Gamora.

E o melhor filme de 2014 acaba.

Cena pós-créditos! Sim! Existe uma. Nem se mova da cadeira!

O prédio do Colecionado todo destruído. O próprio Colecionador caído no chão, reclamando de tudo o que aconteceu.
A câmera corta para... para... HOWARD, O SUPER PATO! Sim!!! Howard estava preso como um dos itens da coleção do Colecionador!
Será que teremos um segundo filme do Pato mais politicamente incorreto do mundo? TOMARA QUE SIMMM!!!


(Na sessão de cinema que eu fui, um grupo de novinhos saiu com essa:
"Cara, tá ligado que a MARVEL é da Disney?"
"Sim!"
"Aquele ali é o Pato Donald!)


Eu gostei muito desse filme. Não coloquei as piadas. Não coloquei as nuances. O filme tem efeitos muito melhores do que qualquer outro filme de super-herói, até agora. Tem uma sequência de piadas muito engraçadas em quase todas as cenas. Até as poucas cenas "lenga-lenga" são absurdamente fantásticas.

O filme é tão bom, mas tão bom, que hoje mesmo eu farei uma coisa que não faço desde O Hobbit 1: vou ir assistir novamente o filme no cinema.

E vocês? O que acharam?