segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

32 Voltas No Sol!

Pois é, pessoal, hoje estou fazendo aniversário.

32 aninhos. Crise dos 30 quase indo embora.

Saudades de tudo o que se foi sem que eu quisesse que tivessem partido.

Ansiedade para ter em mãos tudo o que eu estou lutando para conquistar.

Coração quase tranquilo. Quase.

Depois de 32 anos eu posso dizer que aprendi algumas coisas nessa vida.
Você nasce, você vive e você morre sozinho. Único.

Alguém pode gostar de você e você pode gostar dessa pessoa de volta. Você pode ter pais, parentes, amigos, filhos e netos. Muita gente próxima. Não importa.

Você nasce sozinho.
Você vive uma vida aprendendo coisas e isso cria uma forma única de ver o mundo. Uma forma que te afasta de todas as outras pessoas. Ninguém nesse mundo é igual a você, não importa quantas vezes essa pessoa concorde contigo ou durma do seu lado na cama.
E essa exclusividade gerada pelo conjunto único de pensamentos no seu cérebro faz com que exista um abismo entre você e cada ser humano que vive, viveu ou viverá nesse universo.
Você vive sozinho.

E é melhor você aprender a deixar as coisas pra lá. A não entrar em discussões inúteis. A não criar inimigos sem motivo. A não criar amizades sem motivo.

Viver sozinho... sempre é mais fácil dizer "não" para você mesmo...



Enfim. Sigo de cabeça baixa, fazendo meus cursos, trabalhando pesado em pelo menos três empregos e cuidando do meu corpo.

Algumas metas estão cumpridas, outras estão quase... e outras estão aguardando na fila para se concretizarem.

Bóra para mais um ano, então!