segunda-feira, 11 de julho de 2016

ABIN Vs Pessoal que não pensa antes de opinar

Então esse anúncio da ABIN caiu nas redes sociais.


CLARO que o brasileiro viu isso e correu dar opinião.

Galera, sério.

Vamos parar de "torcer" pelas causas?
Quem sabe é melhor começarmos a nos INFORMAR antes de darmos OPINIÕES TIRADAS DO C*?

A ABIN foi muito feliz nesse cartaz.
A ABIN utilizou a conclusão que sempre vence discussões de segurança e revista, no mundo inteiro.

EVIDENTE que nem todo terrorista utilizará EXATAMENTE essa roupa que está ilustrando o anúncio. (Ainda mais agora, que ele foi publicado e amplamente divulgado. Dãh.)

Mas é ponto pacífico que os estereótipos funcionam.

Pense bem: A final da Copa do Mundo (no Maracanã!) foi vista por MAIS DE UM BILHÃO DE PESSOAS simultaneamente, no MUNDO INTEIRO (dãh... claro...).

Rio de Janeiro. Olimpíadas.
Não é um prato cheio para terroristas?

Agora me acompanhe no raciocínio. 
Você está no Rio de Janeiro. Aonde pode fazer 30º em pleno inverno. Dentro de uma arena. Lotada. Todo mundo usando camisa, bermuda, óculos de sol. Suados de pingar pelos cotovelos.
O terrorista vai esconder os equipamentos aonde? 
No bolso da bermuda? 
Na pochete?
Vai mostrar a cara feia para todas as "200 mil" câmeras que estão no estádio?

Não é meio ÓBVIO que o estereótipo mande que ele tente esconder o rosto e/ou que ele carregue uma sacola aonde possa guardar seus equipamentos?

Hum.
Bem.
Óbvio não funciona pra maioria.
Ok.
Vamos contar uma historinha, então.

No final dos anos 80 Nova Iorque instaurou uma lei aonde policiais não precisavam de motivos para parar, pedir documentos e revistar os cidadãos.
ÓBVIO que essa mesma discussão sobre estereótipos teve início.
Muita gente falando merda que a polícia só iria revistar pobres e negros, que isso tiraria a liberdade das pessoas, que inocentes seriam presos, etc...
(Vou até confessar que no início da discussão eu era simpático a estes argumentos...)

Bem. Quase 20 anos se passaram. Os índices de prisão de traficantes e de porte irregular de armas (entre outros...) aumentaram exponencialmente.
E os índices de violência despencaram em igual proporção.
Esse trabalho culminou na histórica data de 29 de novembro de 2012. Dia em que NENHUM crime violento foi registrado na mais importante metrópole do mundo.

Duvidas? Clique nos links aí:



E em Português!

CLARO que esse marco não foi resultado apenas da ação de revista aleatória dos policiais. Mas essa ação foi uma das que certamente contribuíram para o marco histórico.

Contra FATOS, amigão... Ah os frios e insensíveis FATOS. Sempre destruindo nossas crenças mais queridas e preciosas... Contra os FATOS não há ARGUMENTOS.

Por isso eu deixo a dica a todos os amigos:
SEMPRE leiam as discussões sobre os temas.
Vejam com imparcialidade o que falam as pessoas que entendem mais sobre o assunto.
E ACEITE a conclusão que vencer o debate entre as pessoas que têm DOMÍNIO sobre o assunto.

Assim você não falará bobagens por aí.

Eu?
Eu aceitei que a segurança da MULTIDÃO de pessoas que estará no Rio para assistirem às Olimpíadas está à frente dos minutos em que pessoas suspeitas - terroristas ou não - perderão para serem revistadas.
Esse ato isolado resolverá o problema?
Certamente não.

Quem quiser explodir meio mundo por alguma causa besta o fará de qualquer forma. Seja colocando uma sacola a mais nos equipamentos dos atletas, seja jogando um carro-bomba na frente de algum estádio, seja entrando no meio da torcida com uma mochila, casaco e capuz.
Mas só por a polícia estar revistando e a população estar atenta, o trabalho desses terroristas FILHOS DA PUTA será mais difícil.