sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Grandes Lixões Oceânicos

Eu já havia comentado sobre esse problema em um texto de 2009 (Do plástico ao fim do mundo). Por muitas vezes eu citei o problema em diversos outros textos.

Mas nessa semana saiu um estudo completo sobre o assunto na Science.

Nesse estudo estão identificados todos os lugares aonde os materiais flutuantes se acumulam. E pasmem, não é só em um único ponto do pacífico que existe um "lixão flutuante". E pior ainda: não é só no oceano pacífico que há lixo flutuando.
No atlântico já são dois grandes lixões que rivalizam em quantidade com os lixões do pacífico.
E o oceano índico também conta com o seu próprio depósito de lixo flutuante.


O estudo também levou em consideração as correntes marítimas, os ventos e experiências de largar objetos com radiotransmissores para rastreamento. Assim chegou-se ao gráfico abaixo, onde China e Indonésia são as nações que mais jogam detritos diretamente na água. Brasil, Estados Unidos, Índia e alguns outros países seguem de perto esse mau hábito.



Abaixo, um infográfico interessante sobre os detalhes da pesquisa.



Mais informações:
http://www.vox.com/2015/2/12/8028267/plastic-garbage-patch-oceans
http://www.pnas.org/content/111/28/10239.full.pdf+html