domingo, 22 de maio de 2016

X-Men: Apocalipse

Então ontem eu fui lá ver o X-Men: Apocalipse...

Antes de mais nada, vamos começar com um anúncio importante: eu, Arthur, NÃO SOU fã dos X-Man.
No pacote de assinatura, os gibis dos X-Men SEMPRE sobram e eu não os leio.
Não sei explicar direito o porquê. Acho que são muitos personagens. Muitos poderes incompletos, sem uma explicação mais detalhada, com margens para muita "mágica" inesperada nas histórias.
Isso tudo sem falar da temática, SEMPRE puxando para o conflito racial. Para a divisão da sociedade. Para as soluções que não resolvem nada...
Eu não consigo ver com clareza quem é o herói e quem é o vilão. Essa dualidade, esse meandro cinza aonde os personagens se desenvolvem me deixa com dor de cabeça.

Por tudo isso eu não assisti nenhum filme do X-Men nos cinemas.
E pelo mesmo motivo, não escrevi nenhum texto sobre os filmes dos mutantes, aqui no Ponto Final!

Até hoje.

Porque, vamos combinar, os primeiros filmes da FOX com os X-Men foram... horríveis. Vou dizer que consegui acompanhar Wolverine: Origens ATÉ aparecer aquele Deadpool ridículo. Wolverine: Imortal poderia ser apagado da história que ninguém sentiria falta.

Aí apareceu o X-Men: Primeira Classe. Não foi tão ruim assim...
E, na sequência, X-Men: Dias de um futuro esquecido nos deu uma história bem montada. Cenas de ação fantásticas. Algo coeso e bem feito. O espírito desse filme me levou até o cinema, para assistir X-Men: Apocalipse.

OK. Não vou mentir. Não para você.
A seleção do elenco foi um fator decisivo para eu pagar a entrada. Jennifer Lawrence, Sophie Turner e Olivia Munn deram um show. ESPECIALMENTE Olivia Munn. Tal qual Ryan Reynolds (que lutou por um Deadpool fiel aos gibis), Olivia Munn não deixou que os produtores e roteiristas desvirtuassem a sua personagem, Psylocke. E se há um pecado em X-Men: Apocalipse, é o pouco tempo de tela que a Psylocke recebeu. Olivia Munn encarnou tão bem a mutante que eu quero um filme solo dela. Hoje. Agora. Anda.

Sim, a empolgação que eu dei no último parágrafo entregou, né? Sim. Eu adorei X-Men: Apocalipse.
Não é o melhor filme do ano. Não.
A bilheteria grita alto "Capitão América: Guerra Civil". EU aclamo Deadpool.
No meu ranking pessoal, X-Men Apocalipse está em terceiro lugar, relegando Batman Vs Superman para a quarta posição.

Como já disse antes, o filme tem um enredo fácil de seguir. Diria até que é um enredo gostoso. Sem suspense bobo, sem milhares de reflexões. Um filme excelente para assistir despretensiosamente, em um domingo à tarde.
Efeitos especiais excelentes. Se você gostou do Mercúrio na cena da cozinha em X-Men: Dias de um futuro esquecido, irá adorar a cena da explosão da mansão de Xavier (qual é, isso não é spoiler, aquela casa para mais destruída do que de pé!).
Mercúrio está para os X-Man assim como a Mulher Maravilha está para Batman Vs Supeman e o Pantera Negra está para Guerra Civil.

Como eu já disse, a trama é MUITO simples.

Moira descobre um culto de fim do mundo. Invade o local aonde o culto está e, sem querer, desperta Apocalipse.

Apocalipse é um mutante com poderes de passar sua consciência e poderes para outro mutante. Assim, Apocalipse vai somando poderes e se mantendo imortal.
Apocalipse desperta de sua prisão e fica estarrecido com a sociedade atual. "Dominada por fracos". Apocalipse busca seus quatro cavaleiros para "purificar a Terra" e, assim, reiniciar seu reinado.

Um dos seus cavaleiros é Magneto que, desde o último filme, havia construído uma família e estava trabalhando em uma usina de aço. Vivendo uma vida normal, sem demonstrar seus poderes... até que ele salva um colega em um acidente de trabalho. A notícia corre na cidade e um grupo de homens sequestra sua filha. Erik tenta se render, mas a situação sai de controle e um dos homens mata a filha e a mulher de Erik.

"Blá-blá-blá", "a humanidade é toda igual", "ninguém gosta de mutantes", "ai como eu sou ressentido", essas coisas todas que o Magneto vive falando.

Mística fica sabendo que Erik apareceu e vai pedir ajuda a Xavier para encontrá-lo.
Pela primeira vez nesse arco vemos a mansão funcionando como colégio, também. Muitos mutantes jovens, entre eles Ciclope, Fênix, Noturno e outros mutantes clássicos são vistos na mansão.

Apocalipse recruta Anjo, Tempestade, Psylocke e Magneto como seus quatro cavaleiros, amplifica seus poderes e começa a destruir o mundo. Nesse momento Xavier consegue se comunicar com Magneto, através do Cérebro. E o Apocalipse descobre o imenso poder do Professor.
Apocalipse se teletransporta para a mansão. Alex tenta deter o vilão, mas acaba explodindo a mansão inteira. Apocalipse consegue sequestrar o Professor.



Aí entra A CENA A SER VISTA desse filme. Mercúrio chega bem na hora que a explosão inicia. E salva TODOS na mansão.
Quer dizer, todos MENOS Alex...


Ciclope sai correndo para os destroços da mansão, para procurar seu irmão. Fênix e Noturno o acompanham.
William Striker chega na mansão. com o uso de uma arma, desmaia todos os mutantes, menos Ciclope, Fênix e Noturno. Striker sequestra Moira, Mística, Fera e Mercúrio. Fênix usa seu poder para não ser vista... E Noturno usa seu poder para entrarem no helicóptero aonde estão seus amigos.
Striker os leva para uma base, aonde os mantém presos para saber quem está destruindo o mundo.

Noturno, Fênix e Ciclope procuram o gerador da base para desligar a energia da cela dos amigos... E na sala do gerador encontram Wolverine...

Momento DÃ do filme. Que baita lugar para colocar a prisão do Wolverine, né? Do lado do gerador da base!

Bem. Deixe estar. Wolverine faz sua chacina habitual para escapar da base.
Os sete X-Men roubam um jato e vão para o Cairo, aonde está o Professor.

Luta, luta e mais luta. Efeitos especiais de primeira qualidade. Apocalipse quer transferir sua consciência para o Professor, ganhando o poder de controlar todas as mentes do mundo... Magneto está usando seu poder para interferir nos campos magnéticos da Terra e destruir o mundo...
Anjo, Psylock e Tempestade estão protegendo Apocalipse...


A Fênix no confronto final com o Apocalipse, mostrando todo seu poder... O efeito especial é lindo, uma versão MUITO melhorada de Sauron, no Hobbit...

No fim os bonzinhos vencem. Os X-Men são criados oficialmente. Magneto e Xavier até se mostram bastante amigos.
O próximo filme com certeza já provoca expectativa!


Até mesmo pra mim, que não costumava gostar dos X-Men!