quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Rosa's Fresh Pizza!

Este é Manson Wartman. 
Manson é um homem de 26 anos de idade que iniciou uma pizzaria na Philadelphia. Manson é um capitalista (porco burguês, branco, cis, explorador, potencial explorador, e todos os adjetivos que empreendedores recebem de comunistas) que investiu de seu bolso US$250.000,00 para fundar um restaurante. Ele emprega algumas pessoas e encontrou o nicho de mercado de pizza fast-food de baixo preço. Por US$1,00 você compra uma fatia de pizza (1/8 de uma pizza grande). Como todo bom comerciante, Manson não recusa nenhum centavo que lhe seja ofertado e aceita que as pessoas paguem por fatias de pizza "para a próxima pessoa".

Aqui tem a matéria completa aonde eu conheci a história de Manson -> http://abcnews.go.com/Business/pay-forward-pizza-philadelphia/story?id=28058310

Esse é um conceito interessante e pouco difundido no Brasil: você vai até algum restaurante, consome e paga pela sua refeição e deixa mais uma refeição paga para alguém que não tenha dinheiro para pagá-la. 
Como você pode imaginar, além de nobre essa ação depende de muita honestidade do comerciante. Imagine quantos donos de estabelecimentos (no mundo inteiro e especialmente no Brasil...) que simplesmente embolsariam o dinheiro e não dariam a refeição para quem precisasse... Sem falar no problema de divulgação das refeições pagas para as pessoas que precisam... como essas pessoas ficariam sabendo que há uma refeição paga disponível? E, é claro, como evitar as pessoas que se aproveitariam das refeições pagas sem ter real necessidade delas?

Mas Manson descobriu um modo bem interessante de controlar toda essa situação. Uma solução bem barata, que deixa todo o processo extremamente claro. Quando você paga por um pedaço de pizza para outra pessoa, você escreve um recadinho em um post-it e o cola na parede da pizzaria de Manson. Quando alguém que não tem como pagar por um pedaço de pizza entra no restaurante, basta pegar um post-it e trocá-lo por uma fatia de pizza com Manson.


A ideia deu tão certo (o preço baixo e a transparência do processo) que o povo de Montgomery Country já pagou por 8.300 pedaços de pizza, que estão em aberto para quem necessitar.
Hoje, o restaurante de Manson ajuda a cerca de 40 sem tetos na cidade.

Isso estimula que mais pessoas doem, aumentando os lucros de Manson, auxiliando mais pessoas em dificuldades e fazendo com que o mundo inteiro gire sem a necessidade de nenhuma intervenção estatal/assistencialista.

Particularmente, eu não colaria nenhum post-it ali. Acho que caridade de verdade é tentar ajudar as pessoas em dificuldade com trabalho, a sair de vícios, a encontrar moradia de verdade, etc... 
Mas só por ser uma iniciativa original e muito criativa eu achei o máximo.