segunda-feira, 24 de junho de 2013

Manifestações no Brasil: Você está preparado para o que vem depois?

Ok. Já sabemos que há muita coisa errada. Tantas que muitos já escreveram diversos textos citando os pontos a serem melhorados e como arrumar tudo. E, mesmo com centenas de milhares de textos, nenhum repete o anterior. Sempre alguém acha uma coisa a mais que deve ser melhorada. É tanta, mas tanta coisa errada, que eu diria que é humanamente impossível alguém compilar todas as reivindicações em um único livro texto.

Não só sabemos que tem muita coisa errada, como já saímos às ruas para reclamar. Reivindicar. Exigir. Alguns, mais exaltados, já saíram para quebrar tudo.

Muito bom. Acordamos. O Brasil acordou. Alguns nunca dormiram, mas deixemos quieto isso. Antes éramos chatos, hoje estamos auxiliando a organizar o caos das manifestações.

Mas você está ciente das consequências destas manifestações? Você sabe o que vem depois? Você, que foi às ruas, que compartilhou a revolta em suas redes sociais ou que somente concordou com o que está acontecendo... Sabe o que isso significa diretamente na sua vida?

Bem, primeiro que manifestações não são brincadeiras. Não, amigo, essas passeatas não são eventos "para ter o que fazer" ou "para tirar fotos e postar no facebook".
Você não notou, mas tarifas de ônibus já foram reduzidas. Você não notou, mas os políticos do Executivo estão se reunindo hoje (segunda feira, 24 de junho de 2013) para discutirem e firmarem soluções para as reivindicações das manifestações.
Você não está notando, mas o Brasil está mudando.

Você pode não notar, mas oportunistas já estão se aproveitando da situação. O senador Cristóvão Buarque (quem sempre teve o meu apoio por defender a bandeira da educação) já defendeu a extinção dos atuais partidos políticos. Uma afronta à democracia instituída no nosso país. Os partidos políticos não falharam. Quem falhou foram os políticos que estão nestes partidos. As manifestações não querem que ninguém saia do seu cargo. O POVO ESTÁ DANDO A CHANCE PARA OS POLÍTICOS CORRUPTOS PARAREM DE ROUBAR.

Trabalhei como Suporte de TI por um ano. Nesse ano, trabalhei com o amigo Júlio Goldschmidt. Aprendi muito com ele. Quando nós, novatos, tínhamos dúvida sobre a solução do problema do usuário, ele explicava com toda paciência e didática do mundo. Quando perguntávamos "mas o que a gente fala para o cliente?" ele utilizava sua frase antológica:

"Diz para eles pararem de fazer as coisas erradas e passarem a fazer as coisas direito!"

Só que... Você já parou para pensar que VOCÊ é o Brasil? E que VOCÊ terá que mudar, também?

Para que tudo funcione como estamos reivindicando nas ruas, não basta somente que os governantes parem de roubar e passem a investir em educação, saúde, segurança, infra-estrutura e na redução do custo-Brasil. Eles farão leis e executarão os serviços, seguindo o norte da vontade da maioria do povo. Isso é democracia. Você pode ser a maioria em diversos casos. Mas será - inevitavelmente - voto vencido em tantos outros pontos. Faz parte do contrato social que firmamos uns com os outros. E, infelizmente, essa é a estrutura social mais avançada que a humanidade conseguiu desenvolver. Caso você tenha uma ideia melhor do que a democracia capitalista, sou todo ouvidos. Sério.

Mesmo porque, é chato quando alguns pontos do nosso país não são exatamente como nós concluímos que deveriam ser. Eu mesmo sonho com um país em que as pessoas tenham responsabilidade no ato sexual e segurança nas ruas, para não precisarmos abortar nenhum feto. Sou voto vencido fácil nessa opinião. E durmo com esse barulho todas as noites. O máximo que posso fazer é tentar debater e praticar a minha filosofia sobre o assunto.

Resumindo: quem fala o que acredita tem o dever de seguir o que fala. Isso chama-se COERÊNCIA.

Como mentiroso compulsivo em (constante) tratamento, tenho embasamento para falar que a COERÊNCIA é a maior característica de uma pessoa. A coerência entre as diversas opiniões da pessoa, as atitudes que ela toma no dia-a-dia e os resultados obtidos gera CREDIBILIDADE. E ter CREDIBILIDADE gera um efeito dominó na vida da pessoa. Quanto mais a coerência gera credibilidade, mais confiança as outras pessoas depositam no indivíduo (seja dando dinheiro diretamente, fechando contratos, permitindo que projetos sejam executados, etc...). E essa confiança depositada cria a obrigação de que atitudes sejam tomadas. Atitudes coerentes com o princípio da ação. E essa coerência constante gera mais credibilidade, que gera mais confiança, que necessita a manutenção da coerência, que reinicia o ciclo.

Portanto, amigos manifestantes, você já pensou como será o "novo você"? Quais os pontos que todos estão reivindicando que VOCÊ terá que mudar no seu dia-a-dia, para se adequar ao desejo da maioria?

Imagine comigo: Estamos gritando - para o mundo inteiro ouvir - o nosso desejo de que os políticos parem de ser corruptos. Sexta, a Dilma foi à televisão dizer que ouvirá nossas reivindicações. E se ELA fizer com que cada legislador, jurista e executivo nos ouvir? E se todos os políticos (ou a maioria absoluta deles) mudarem suas atitudes e pararem de roubar?
Pararem de criar leis que os auto-beneficie. Pararem de criar projetos para que suas empresas ou empresas de amigos ganhem licitações. Diminuírem os próprios salários e regalias. Pararem de contratar os seus cupinchas em cargo de confiança desnecessários. Diminuírem os impostos. Pararem de criar mais e mais serviços públicos. Baixarem as barreiras comerciais internacionais. Etc...

Se ELES mudarem, você acha correto continuar jogando o papel de bala ou a cinza do cigarro no chão?
Se ELES mudarem, você motoqueiro acha correto continuar costurando entre os carros?
Se ELES mudarem, você acha correto continuar não devolvendo o troco dado a mais?
Se ELES mudarem, você motorista acha correto continuar avançando o sinal vermelho, ignorando o sinal amarelo, estacionando sobre calçadas, andando acima do limite de velocidade, etc...?
Se ELES mudarem, você pedestre acha correto continuar atravessando fora da faixa de segurança?
Se ELES mudarem, você acha correto continuar fazendo barulho em condomínios e na rua após às 22:00hs?

Você, que está exigindo que os outros sigam as regras, está pronto para ser COERENTE e passar a seguir as regras, também?

Quer educação de qualidade... Você está pronto para educar corretamente seus filhos?
Para ir às reuniões de pais e mestres?
Estás pronto para ficar do lado do professor, contra o seu filho?
Reservará um tempo do seu dia para - pelo menos - revisar os temas e acompanhar o avanço escolar do seu filho?
Você criará um brasileiro melhor para o nosso futuro?
VOCÊ dá bom dia para as pessoas que encontra?

Quer mais segurança... Você está preparado para seguir todas as leis?
Você conhece as leis do nosso país?
Você sabe para qual autoridade deve denunciar qual abuso, contravenção, infração ou crime que acontecer?
Está preparado para dizer "sim" para a construção de um presídio na sua cidade?
Fará parte do grupo de segurança do seu bairro?
Você consegue passar na frente de uma casa sem muros e não invadi-la, roubar plantas, entrar "para ver como é" ou não mexer na correspondência?

Quer mais saúde... Mas você participa do conselho de saúde da sua cidade?
Você remove os focos de água parada no seu quintal?
Você se vacina e leva seus filhos para se vacinarem?
Você sabe o básico de primeiros socorros, para auxiliar alguém que esteja em dificuldade?

Você quer uma economia melhor... Mas você paga corretamente TODOS os seus impostos?
Você investe o seu dinheiro em negócios na sua cidade?
Você gera empregos e dá salários justos?
O resultado do seu trabalho gera dinheiro suficiente para cobrir o que você ganha?
Os seus lucros estão de acordo com a realidade, ou só seguem a irracionalidade dos lucros praticados no Brasil?

Você quer políticos mais honestos... Mas você vota direito?
Você vende o seu voto?
Você apoia políticos corruptos sabendo da desonestidade deles?
Você FAZ CAMPANHA para políticos corruptos, em troca de favores, contratos e cargos?

Enfim... Eu quero deixar claro, aqui, que o Brasil é a soma de cada um dos brasileiros. Cada um de nós representa muito pouco, para podermos mudar o Brasil. Aliás, é bem pouco o que temos que, somadas nossas atitudes, façamos o nosso país funcionar do modo que estamos nos manifestamos que queremos.

Temos que aprender a votar. Já deixamos um ótimo recado para os políticos: Não queremos que vocês saiam do poder; queremos que vocês trabalhem de forma honesta. Mas, no ano que vem, teremos a chance de tirarmos - democraticamente - os políticos corruptos do poder e colocarmos políticos honestos nos lugares deles.

Achas que não tem político honesto na sua cidade? No seu Estado? No seu país?
Não conheces nenhuma pessoa honesta? Você não é honesto? 

Ora bolas... Eu sei que você e eu somos honestos. Incorruptíveis. Sensatos. Inteligentes.

Apoie pessoas honestas. Seja você o candidato honesto. Se não há opção, seja você a opção.

O Brasil começa em cada um de nós. E nós recomeçamos o Brasil quando fomos para as ruas. O meu maior medo é o de termos pedido por um Brasil melhor, mas não estarmos preparados para sermos cidadãos melhores para o Brasil.

Talvez receber um Brasil melhor seja o pior presente para o brasileiro. Porque nós teremos que mudar para viver nesse novo país. Você está preparado para o que vem depois das manifestações?