segunda-feira, 3 de junho de 2013

Porque eu não frequento mais o Pica-Pau Lanches?

Se você não mora no vale dos sinos, provavelmente nem sabe do que eu estou falando. Talvez esse texto só sirva para que você compare os pontos que eu estou levantando com lanchonetes/restaurantes de sua cidade/região.

Agora, se você mora em Novo Hamburgo ou arredores, deves saber de qual estabelecimento eu estou falando.

Tem uns dois anos que eu não compro nada nesse local. E, agora, acho que é hora de botar a boca no trombone e, talvez, fazer com que mais pessoas notem como essa lanchonete/restaurante não presta. Quem sabe até conseguir alguns boicotes a mais.

1 - Comida ruim.
Minha primeira revolta foi, obviamente, com a qualidade da comida. Todos dizem A-DO-RAR o cachorro quente do Pica-pau. Sinceramente, só como aquilo se não houver outra opção. Aliás, tem cachorro-quente de rua mais gostoso que o do Pica-Pau.
Mas esse nem é o problema. Mesmo porque, tu podes pedir para tirar as invenções de moda do cachorro quente. Aí ele fica um pouco mais tragável.
O que me incomoda mesmo são os pratos deles.
Se você pedir as panquecas do Pica-Pau, saiba que elas são congeladas. E, sem a menor vergonha, eles colocam duas folhas de alface, duas rodelas de tomate, uma porção de arroz e as duas panquecas descongeladas em micro-ondas. Muitas vezes você consegue ver a água que sai das panquecas, por causa do descongelamento rápido. Essa água dá um gosto TÃÃÃÃÃÃÃOOOO BOOOOMMMMM  para o prato! Só que não, né?
Mas tem coisa pior. Há uma LEI na culinária: não misturar vinagre com derivados do leite. Porque? Porque o vinagre (ou qualquer outro ácido) TALHA (estraga) o leite! E, se tu aquece essa mistura da porra, aí fode todo o prato MESMO! Se você faz isso em casa, sinto lhe dizer que você não cozinha: prepara lavagem.
E o que isso tem a ver com o Pica-Pau lanches? Simples! O prato de Strogonoff deles leva KATCHUP! Primeiro que NENHUMA receita de Strogonoff leva tomates. Aliás, strogonoff de verdade não leva sequer creme de leite... É feito com molho de mostarda (não o pronto que se compra no mercado, mas, sim, a folha da mostarda batida com água, pega-se essa papa e refoga um uma panela, com cebolas e cogumelos...)!
Enfim, não vamos esperar esse nível de requinte, de uma lanchonete/restaurante.
Mas o problema é que o gosto do prato de strogonoff servido pelo Pica-Pau lanches é HORRÍVEL. Péssimo. Nojento. "Vomitável".

Isso que você talvez nunca tenha apreciado o "BreakChoco": um "Cheese de chocolate".

2 - Comida cara.
Na última vez que fui ao Pica-Pau lanches, o cachorro quente com duas salsichas custava R$8,90. Não me importa o que tu colocas em um cachorro quente. Seu cachorro quente não vale mais que R$5,00. Passou disso, é exploração. É tentar agregar "valor de marca". E, convenhamos, tentar dar "valor de marca" para um cachorro quente que não tem NADA  de diferente dos outros? Tá bom...
Isso para não dizer que as panquecas deles custam mais de R$10,00 o prato... Amigo, você compra as mesmas panquecas congeladas da Sadia, por menos do que os R$10,00. Aliás, compra o tomate e o alface, também. Tu paga o Pica-Pau lanches só para esquentar as panquecas e lavar a louça, depois. E paga caro por isso.
Pior mesmo é pagar mais de R$10,00 pela lavagem que eles servem como se fosse strogonoff...

3 - Atendimento péssimo.
Primeiro que alguns atendentes querem te conhecer pelo nome. Intimidade demais, sabe? Daquelas que, fosse o contrário, a atendente poderia te acionar judicialmente por invasão de privacidade ou até mesmo assédio sexual. Saco, não quero amizade da atendente. Quero que ela anote o meu pedido, cobre, dê o troco e me sirva o que eu pedi. Simples assim. Mecânico. Já está ótimo.
Certa vez o pessoal da empresa e eu estávamos almoçando no shopping aqui de NH. Um colega pediu um prato com "Iscas de Frango". Depois de mais de dez minutos (fastfood, tá ligado?), a atendente veio com um prato com um "filé de frango". Meu amigo, claro, reclamou.
Pausa. Se você não sabe a diferença culinária entre "iscas" e "filé", mate-se. Há muita ciência no que chamamos de "selamento da carne". O tipo de corte (Filét, Postas, Iscas, Chiffonnade, Brunoise, Mirepoix, Parmentier, Macedônia ou Macedoine, Julienne, Paisano ou Paysanne, Jardineira ou Jardinière, Bâstonnet, Parisiense ou Parisienne, Cocotte, Château, Fondant, Camponesa, Vichy, Paysanne, Mirepoix, Diagonal, Tourné, etc...) influencia demais na composição dos sabores e da textura da comida.

O que o excelente atendimento do Pica-Pau lanches fez? Levou o prato do meu amigo, CORTOU O FILE EM TIRAS! E trouxe de volta!

4 - Falta de compromisso com a sociedade.
E, por último, a afronta maior, ao meu ver.
Olhe as imagens do estacionamento do Pica-Pau:



Em AZUL: O que os motoristas deveriam fazer, caso respeitassem o semáforo.
Em VERMELHO: O que os motoristas fazem, colocando a sua segurança e a de terceiros em risco!


Sabe "a ocasião faz o ladrão", né? Como eu já não acredito mais nos brasileiros, eu não vou cobrar a educação dos motoristas como solução para o problema.
Os motoristas infelizes de Novo Hamburgo utilizam o estacionamento do Pica-Pau para furar o sinal vermelho, quando querem convergir à direita.
Qual é o problema nisso?

O problema é que há passagem de pedestres, ali. E os motoristas usam o estacionamento do Pica-Pau (com asfalto melhor do que o da avenida) como se este fosse uma rua de verdade! Não há nem sinalização ou faixa de pedestres: o Pica-Pau lanches criou - sem querer - um "acesso lateral" no cruzamento de duas avenidas, colocando em risco a vida de pessoas que passam por ali à pé!

Importante frisar que a Guarda Municipal diz que não tem efetivo suficiente para fiscalizar esse local todos os dias, para multar os infratores. Por isso, eu acho que o problema é do Pica Pau Lanches, e da criação dessa "rua paralela".

Eu tentei conversar sobre isso com os donos.
1 - A área de "fale conosco" do site deles NÃO FUNCIONA!
2 - Os funcionários são orientados a não repassar contatos de clientes com os donos. Já tentei três vezes, sem sucesso.
3 - Faz três meses que eu entrei em contato com a prefeitura, para que esta tomasse providências. Sabe qual a resposta? "Não há risco na área!"

Daqui em diante são só palpites. Todos podem estar incorretos:
1 - Ninguém da prefeitura sequer foi ao local (típico de funcionário público-padrão);
2 - Se alguém da prefeitura foi ao local, o fez em horário que o estacionamento estava cheio, e foi incapaz de notar que o problema é quando o Pica-Pau está fechado e o estacionamento está vazio;
3 - Se alguém da prefeitura foi e notou o problema, os donos do Pica-Pau lanches só podem ter "molhado a mão" desse alguém, para que "nenhum risco na área" fosse encontrado.

De qualquer forma, esse é mais um daqueles lugares de brasileiros "exXxpertos". Gentinha do pior nível, que quer subir na vida pisando nos outros.
Meu dinheiro vocês não verão nunca mais. Espero que, depois desse texto, mais pessoas se unam a mim.
Quer meu dinheiro? Mereça-o.