segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Gerações...

Seu jovens ridículos!

Hahahahahahahahahahahaha!!!
Minhas gargalhadas são direcionadas para o centro das suas faces. Que é aonde o alvo dá mais pontos!

Imbecis.

Invariavelmente TODOS nós passamos cerca de um quarto das nossas vidas combatendo "os velhos hábitos". Querendo destruir a cultura dos nosso pais. Querendo mostrar COMO o modo de vida deles é arcaico, patético... Um amontoado de rituais sem sentido, que eles fazem só para perderem seu precioso tempo!

Imprecionante como nós nunca temos tempo até os 25 anos. Para nada. Nas infinitas madrugadas insônes nós nos consideramos as pessoas mais ocupadas do mundo! Ah se cada insone calasse a boca e fosse ler um livro...

Então, crescemos. E nosso orgulho (seu, meu, dos nossos pais, avós, filhos, netos e de cada ser - que possa ser chamado de - humano que já pisou nesse mundo...) nos faz querer provar que as BOBAGENS adolescentes que nós proferimos estavam certas.
O tempo que nós gastamos nesse processo é diretamente proporcional ao orgulho que nós temos. Quanto maior o orgulho, maiores as chances de tu entrar nos 50 anos pensando como um imbecil.

A maioria simplesmente cansa de dar murros em pontas de facas. Aprendemos que o tempo é curto sim, mas nós TEMOS tempo. Basta saber planejá-lo para tirarmos proveito dele. Então alguns crescem...

Somos tão poucos hoje em dia...

Mas o destino... Ele é um velho safado que não perdoa: passa a mão na sua bunda assim que você passa por ele...
O mais engraçado de todos nós que abandonamos o orgulho, é que passamos a criar uma estrutura muito similar às dos nossos pais. Simplesmente notamos que rotinas e rituais facilitam o andamento do dia-a-dia.
Evidente que o ser humano deve evoluir. O pensamento de hoje é somado ao pensamento de onte, criando o pensamento de amanhã. Cada um colaborando com mais um tijolinho na escada de cada ciência...

Então, quando estamos com nosso "way of life" consolidado, funcional, vêm nossos filhos. Essas pragas renunciam tudo o que construímos. Brigam conosco e tentam irromper nosso método tão eficiente...

Orgulhosos de merda...

Quem eles acham que são para terem tanto orgulho de defenderem o que nem sabem ao certo como funciona!!!
Eles que saiam das nossas casas e vão estragar suas vidas, tentando provar seus pontos de vista errados!!!

Bem, ciclo pode não ser o ideal. Mas acontece e tem feito o mundo girar no eixo por muito tempo.
Você me conhece e sabe que eu gosto do cenário ideal. Escrevo textos para tentar mostrar as regras dos joguinhos que jogamos. Uma vez cientes da nossa posição, podemos jogar melhor.
No mundo perfeito, os mais velhos deixariam as inovações dos mais jovens entrarem em suas vidas, de mente e coração abertos. Enquanto os mais jovens deixariam o orgulho de lado e passariam a ganhar tempo de vida utilizando os métodos, rotinas e rituais dos mais velhos...

Ambos, de mãos dadas, operando os métodos, no objetivo de compartilharem uma vida melhor.
Eu acretido que temos que parar de tomarmos lados e acharmos que somos inimigos porque defendemos aspectos diferentes da mesma coisa. O verdadeiro inimigo é o tempo que está sendo perdido, enquanto batemos cabeça com nosso orgulho imbecil.

Mas isso é cenário ideal. Coisa que, se alguém trouxer para o dia-a-dia (eu), será chamado de maluco. Ou de coisas piores.
Então, eu só gostaria que todas as pessoas mais velhas lembrassem dos seus pensamentos nas suas época de rebeldia. Os jovens não têm o pensamento tão diferente do que você tinha naquela época. E os jovens poderiam confiar um pouquinho mais nos mais velhos. Ninguém está aqui para sacanear você. O seu ponto de vista é o que decide se as coisas são boas ou más, ruins ou excelentes.

"Não há colher. Quando você nota isso vê que não é a colher que se dobra, mas somente você..."