sexta-feira, 15 de junho de 2012

Piada

Você sabe o que é uma PIADA?

A maioria absoluta dos brasileiros não sabe. Se você disse que sabe, por favor, passe a explicar para qualquer pessoa que olhar pela frente. Se conseguires ensinar para uma pessoa por dia, já fará a diferença.

Ah, você não sabe o que é uma piada?

Convido a todos a assistir este vídeo:


Grande Robson que me chamou a atenção para esse vídeo. Muito obrigado.

Uma piada é um exagero. É uma pequena confusão mental que uma pessoa prega na outra. Um final de história inesperadamente absurdo. É uma deturpação da realidade proposital.

Uma piada tem serventia nos instantes em que ela é contada. Depois disso, a piada não serve para nada mais, senão tornar-se um viral. Contamos para outra pessoa, para outra, para outra... Até que todos a conheçam e ela morra porque não provoca mais risos em ninguém.

Tem duas coisas que não podemos fazer NUNCA com uma piada:
1 - Achar que ela é séria.
2 - Dissecá-la.

Se você acha que uma piada é séria e que ela vai acabar com o mundo, introjetando ideias erradas na sociedade... Bem... Você não sabe o que é uma piada. Porque a piada é, justamente, uma brincadeira com ideias erradas. Um campo que deveria ser livre para que possamos explorar estereótipos, corruptelas, eufemismos errôneos e toda sorte de trocadilhos que possam ser imaginados.
Se você, porventura, achou que a piada da loira ser burra, do gaúcho ser gay, nordestino ser preguiçoso,  mulheres não saberem dirigir, dos japoneses terem o pinto pequeno ou qualquer outra desses, sejam verdadeiras, aqui vai uma revelação: NADA DISSO É VERDADE! Servem só para rir!

Agora, se você acha que a piada deve ser dissecada, explicada e contornada, até que todas as suas variações sejam exploradas e entendidas, você também está entendendo errado. Não entendeu a piada de primeira? Bola pra frente. Esquece, deixa passar e espera que contem novamente. Não vá se prender ao caso, aos personagens e a trama. Não super-analise as piadas, por favor. Isso é um saco.

Posto isso, ontem saiu uma notícia ótima:


Eu, como bom colorado, não pude deixar de fazer piadas no twitter:


Como me obriguei a comentar, também no twitter, é ÓBVIO que a segunda maior torcida do Brasil NÃO é composta INTEGRALMENTE de ladrões. É absurdo que alguém em sã consciência pense isso. Mas acredite: pessoaS reclamarAM comigo!

"Eu tenho o direito de não gostar do que quiser"
"Ladrão é tu 'gayucho' FDP"

PóPáráTudo!

1 - Escondam suas carteiras. Corinthianos aparecerão aqui, com certeza.
2 - Pelo menos aqui no sul, existe o estereótipo que torcedor do corinthians é assaltante ou ladrão. Antes de escrever esse texto, me certifiquei com amigos (não corinthianos) que moram/moraram em outros estados do Brasil. E a brincadeira existe para todos que consultei.
3 - A brincadeira aumenta de proporção depois do Zveitão 2005. E não é só por ser colorado que falo, Palmeirenses, Gremistas, São Paulinos, Flamenguistas, Santistas, Paranaenses, Cruzeirenses e um Mixtense me confirmam a chacota sobre o "título comprado" de 2005, pelo Corinthians.

Quando abro o site da principal empresa de mídia do Brasil e vejo a notícia de que um GAVIÃO (símbolo da torcida organizada) ROUBOU um CELULAR de um repórter no CENTRO DE TREINAMENTO do CORINTHIANS, o que você quer que eu faça?

Quer eu escreva um texto de revolta? De como o governo não está cuidando dos animais silvestres, forçando-os a roubar para garantir a subsistência?

É amigo. Não é fácil não.

Ainda mais no país que exige a liberdade de expressão a todo custo. Só que, como tudo o mais no Brasil, o povo só exige o direito de se expressar livremente. Agora, quando outra pessoa se expressa livremente e pisa no nosso calo... É amigo... Aí a censura volta a ter sentido. Aí o Rafinha Bastos é processado pela Wanessa Camargo.

Eu sou gaúcho. Escuto piadas de "gaúcho gay" o tempo inteiro. E não saio caçando bruxas e processando o mundo por causa disso. Pior: EU FAÇO piadas de gaúcho gay. Porque SÃO DIVERTIDAS. Assim como as de loiras burras, de judeu pão-duro, de aluno mal-criado, de português burro, etc...

Por favor, aprenda a rir de você mesmo. Nada pode ser mais deprimente do que uma pessoa que se ofende com piadas.

Se eu tenho que pedir desculpas, aqui, é por não ser um ótimo comediante e só ter conseguido fazer dois trocadilhos de medianos para comuns.