quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Animais Selvagens

Antes de começar o texto, um twitt:


Porto Alegre tem quatro grandes acessos: BR-101, BR-116, Ponte do Guaíba e o "Caminho do Meio", de Viamão.

Terça-feira pela manhã eu acordo com duas notícias:

1 - Servidores Públicos bloqueando a Ponte do Guaíba.
2 - Caminhoneiros Bloqueando a BR-101.

Os servidores e professores das faculdades federais do Brasil inteiro estão em greve, lutando por seus dinheiros.
No outro caso, caminhoneiros estavam lutando por seus direitos, também. Depois que foi instituída a regulamentação de tempo máximo ao volante, os caminhoneiros estão reclamando que os pontos de pausa são poucos e inadequados. Além disso, solicitam que o valor do frete seja reajustado.

Basicamente, duas categorias lutando bravamente por reconhecimento e por seus direitos. Nisso eu lhes dou razão e, tivesse tempo, até me uniria a eles. Educação e Transportes são dois ramos vitais para o funcionamento de qualquer nação.

O que eu não consigo entender, entretanto, é a organização dos dois protestos. O início da manhã é um tradicional horário de engarrafamentos. Trânsito pesado levando pessoas das cidades-dormitório para seus empregos, na capital. Horário em que estão chegando os caminhões com os suprimentos para o dia da cidade grande. Interromper esse fluxo, nesse momento, não é algo realmente inteligente.

Ainda mais se formos lembrar que as pessoas que ficam presas no trânsito, nesse momento de protesto, não têm absolutamente nada a ver com os reivindicantes! Esse pessoal que amarga horas parados por causa de terceiros sequer têm poder para decidir a respeito da questão que está sendo protestada!

Não só isso, as vítimas desses protestos mal planejados também possuem direitos. Se os protestantes têm direito a assembléia, greve e protesto, as pessoas a quem eles estão atrapalhando possuem o direito de ir e vir. Direito, esse, que está sendo severamente ignorado.

Depois, essas classes que não sabem protestar acabam sendo estigmatizados pela população, e choram por não entenderem o porquê. Amigos servidores federais ou caminhoneiros: eu DUVIDO que qualquer um, a quem vocês deixaram parados hoje pela manhã, concorde com um aumento para vocês.

O problema, aqui, está na base, sabe? Aposto que os dois protestos sequer sabiam da existência do outro. Embora solicitassem coisas semelhantes (mais salário e melhores condições de trabalho), fizeram manifestações parecidas, em importantes vias de acesso de uma mesma cidade, prejudicando centenas de milhares!

Sim, centenas de milhares de pessoas sofreram um ataque gratuito hoje pela manhã, quando saíram para seus trabalhos. Outras centenas sofreram em decorrência da ausência das primeiras. Pessoas inocentes, sendo atacadas por seus semelhantes, animais selvagens.

Fico imaginando quantas e quantas vezes somos os cidadãos inocentes, atacados por animais selvagens e quantas vezes nós próprios nos tornamos os animais selvagens, passando a atacar pessoas inocentes que só querem viver suas vidas sem perturbações.